O Reinado


Brinca a menina

Na floresta das cascas

Cata estrelas podres

Em latas de alumínio.

O brilho das sobras

Tem cheiro de lixo     

Os pés acostumam-       

Queimam no ácido.

Seu reino é o dejeto   

Dos nobres condomínios   

Onde dormem crianças   

Alheias ao resto.

Poema livre produzido no Desafio Literário 2019, promovido pelo Instituto Estadual do Livro RS. Texto premiado em 1º lugar (juntamente com outros textos de gêneros variados).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s